15 de nov de 2011

COMO ESCOLHER A PRIMEIRA ESCOLA

super cute gifs
VEJA O QUE UMA PRÉ-ESCOLA BEM CONCEITUADA DEVE OFERECER:
Jogos, brincadeiras de roda, atividades com música, sessão de cinema, teatro... todos esses são momentos comuns na rotina da pré-escola, mas não se pode parar por aí, é importante, principalmente com crianças de 4 e 5 anos, que sejam feitos alguns registros com lápis e papel e seja iniciada a leitura e escrita. Neste registro a criança faz tentativas de escrita, desenhos, enfim, ela faz o registro do conhecimento. Depois da leitura de um livro, por exemplo, pode-se pedir para que ela registre o que entendeu daquela história. Todos esses registros precisam ser guardados e reunidos no port-fólio do aluno, que é entregue aos pais ao final do ano. Quando visitar uma escola, peça para ver os registros dos alunos da escola, o que eles têm produzido e com qual intuito. Procure avaliar também se os trabalhos das crianças foram feitos usando diferentes materiais: tintas, giz de cera, caneta, glitter, recortes, cartolina, papel de seda, material reciclável, lantejoula, enfim, se a escola oferece inúmeras possibilidades para atividades artísticas.
Quanto mais cedo a criança adquirir uma segunda língua melhor, porque terá mais facilidade para desenvolver um sotaque perfeito e também para aprender outras línguas no futuro, Mas é preciso tomar cuidado, porque muitas escolas que se autointitulam bilíngues na verdade oferecem apenas um professor de língua. "Para ser bilíngue, uma escola precisa ter aulas nas duas línguas e usá-las rotineiramente".
Na Educação Infantil, ensino de qualidade é sempre associado a salas com turmas pequenas e bem atendidas pela professora. O Conselho Nacional da Educação estabelece um limite de crianças por educador, de acordo com a idade:
0 a 2 anos: máximo de 8 crianças por educador
3 anos: máximo de 15 crianças por educador
4 e 5 anos: máximo de 20 crianças por educador

Mas atenção: o Conselho determina também que crianças de zero a três anos precisam de um espaço de 1,5 metro em sala de aula e crianças de 4 e 5 anos, de um espaço de 1,2 metro. Algumas escolas optam por colocar uma ajudante de sala para auxiliar o professor nos cuidados com as crianças.

BRINCAR COM SEGURANÇA

Cuidado com os acidentes
As quedas, principal causa de hospitalização por acidente de crianças de 1 a 14 anos no Brasil, são o maior perigo do parquinho. Além de comuns, podem levar a consequências graves, como traumatismos cranianos. Mas, já que cair faz parte da brincadeira e é praticamente inevitável, uma das regras ditadas pela ABNT diz respeito ao piso do parquinho. Para absorver os impactos, deve ser macio, ou seja, de grama, areia ou emborrachado. A altura também é outro item a ser checado: o risco de lesão é quatro vezes maior se a criança cair de um brinquedo superior a 1,5m, segundo estudos da ONG Criança Segura. Outros acidentes podem ser causados pela falta de manutenção, com objetos enferrujados, e também por defeitos de fabricação.
Ainda que o playground da escola do seu filho seja fabricado com materiais modernos e receba fiscalização periodicamente, saiba que nada substitui a supervisão dos adultos.